Vinicius Cesar, 19 anos, que morreu na manhã de hoje , vítima de um acidente de moto na BR-230, em João Pessoa. Ele teria sido arremessado ao perder o controle em uma curva na rodovia e morreu na hora. Vinicius era morador de Mangabeira e trabalhava no Mangai.

Reportagem do jornalista @hyldinho

A cultura independente e alternativa tem lugar no Centro Histórico da cidade: o Centro Cultural Espaço Mundo, que há nove anos ocupa o casarão 53 na esquina da Praça Antenor Navarro, em João Pessoa. Nesta semana, o espaço tem programação de quinta a domingo voltada para a música e gastronomia. Veja a programação abaixo.

Jahmaica Sessions
Cerebraz e Brasilica Dubs levam o clima jamaicano para o Espaço Mundo na próxima quinta (10), a partir das 19h, pelo projeto “Quanto Vale o Show?”. A casa abre a partir das 17h com ‘happy hour’.

O “Quanto Vale o Show?” é uma iniciativa em que o público oferta o valor que pode e acha justo pagar pela apresentação.

A Ordem é Samba
Abrindo os trabalhos de 2019, no sábado (12) o local oferece mais uma tarde com a edição d’A Ordem É Samba, com apresentação do grupo Trem das Onze. A banda traz como convidados o grupo Os Fulano e a cantora Nathalia Bellar.

A casa abre as portas às 13h servindo feijoada (com opção vegana) a R$ 3/100g e o couvert artístico custa R$10 por pessoa.

Blues&Burguers
Já no domingo (13), o projeto Blues&Burguers apresenta show da banda About The Blues e cardápio especial de hambúrgueres artesanais (com opção vegana), unindo música e gastronomia na mesma noite. O couvert artístico é de R$ 5 por pessoa e o evento começa às 18h.

About The Blues traz em seu repertório clássicos revisitados do Blues e composições autorais em um show dinâmico e inédito. O grupo é formado por Rafael Chaves, Bennet Oliveira, Jonatas Lacerda e Danilo di Oliveira.

O evento apresenta um cardápio de hambúrgueres artesanais, contando também com opção vegana e sobremesas a preços justos. Os búrgueres são denominados homenageando grandes figuras do Blues, como Etta James, BB King e Eric Clapton e combinam muito bem com uma cerveja gelada e drinks especiais do cardápio.

 

 

portal correio

A 2ª Promotoria de Justiça do Meio Ambiente e Patrimônio Social da Capital recomendou que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) adote “providências necessárias para retirar os ambulantes que estão ocupando irregularmente as ruas e calçadas do Centro da Capital”.

Segundo o promotor de Justiça João Geraldo Barbosa, foi constatado, durante inquérito civil, um grande número de vendedores ambulantes e lojistas que se utilizam ilegalmente do passeio público e de ruas principais, impossibilitando a locomoção de pedestres e prejudicando a mobilidade urbana.

João Geraldo informou que a prefeitura tem até abril para realizar a retirada, levando-se em conta a suspensão dos prazos legais, inclusive os decorrentes do recesso forense.

Código de Posturas
O promotor destaca que o Código de Posturas da Capital estabelece que o comércio ambulante depende de licença prévia do órgão competente da prefeitura e deve ser feito em locais predeterminados e de fácil acesso ao público, apenas no horário comercial. Além disso, o código leciona que o ambulante não tem direito a permanência definitiva.

Ainda segundo o promotor, o Código de Posturas veda o comércio ambulante de artigos que ofereçam perigo à segurança pública, higiene e saúde pública. Ele destaca também que a autorização para o comércio eventual ou ambulante não pode transformar o espaço público em privado, de forma que os passeios públicos devem ser resguardados pelo Município.

O promotor informou ainda que a recomendação foi expedida após ter consultado as Promotorias do Cidadão, do Consumidor, da Saúde e dos Crimes Contra a Ordem Tributária sobre a existência de procedimentos a respeito do caso.

“Após constatar a inexistência de feitos administrativos ou judiciais pertinentes a essas áreas, uma vez que o grave problema dos ambulantes no âmbito central de João Pessoa envolve saúde pública, direito do consumidor, acessibilidade de idosos e pessoas com deficiência, sonegação e evasão fiscal, pois se trata de comercialização de alimentos e outros produtos sem nenhum controle sanitário e através da informalidade, aleatória aos ditames fiscais”.

Recomendação
João Geraldo ressalta também que, para cumprimento da recomendação, a prefeitura deve utilizar medidas administrativas, como operações previamente agendadas com suas secretarias e órgãos necessários à execução da medida, em cronograma que atenda ao prazo de 90 dias. Sendo necessário, foi recomendado que o Município solicite apoio da Secretaria de Segurança e Defesa Social do Estado e da Polícia Militar.

Sedurb
Procurada pelo Portal Correio para falar a respeito da recomendação, a Secretaria de Desenvolvimento e Controle Urbano (Sedurb) aguarda posicionamento dos secretários.

portal correio

A Copa América deste ano no Brasil, aos poucos, vai ganhando forma. A venda de ingressos para o torneio, que começa em 14 de junho e vai até 7 de julho, abre nesta quinta-feira às 18h pelo site copaamerica.com. As vendas são exclusivamente online e feitas em cartão de crédito.

Os preços variam de R$ 60 (sendo R$ 30 a meia) a R$ 890, e a organização do evento concedeu entrevista coletiva pela manhã no Rio de Janeiro para dar detalhes da operação. Além disso, assegurou que o torneio será 100% financiado por recursos privados. Ao menos, nos gastos relacionados ao comitê organizador da competição.

– Ao longo do planejamento, fizemos três visitas a Brasília, para que nos reuníssemos aos diversos grupos de forças de segurança do Governo Federal e dos Estados também. Quando falamos que vamos usar recursos privados, queremos dizer que todos os custos do comitê organizador serão privados. Segurança é sempre obrigação de entes públicos. Como em qualquer lugar do mundo. Nós cuidaremos da segurança no perímetro dos estádios, da porta para dentro. Para fora do perímetro, sempre é o Estado faz isso. Estamos trabalhando com estreita colaboração dos órgãos federais e estaduais – disse Agberto Guimarães, diretor de operações do evento.A categoria 5, com preços a partir de R$ 60, valerá apenas para os jogos nas Arenas Corinthians e Grêmio. Nos demais, o ingresso inteiro mais barato comum aos seis estádios (Mineirão, Fonte Nova, Morumbi, palco da abertura, e Maracanã, da final, serão os outros quatro) sairá por R$ 120 (veja no detalhe da tabela acima).

A venda dos 228 mil ingressos iniciais disponibilizados para os 26 jogos da competição – ao todo serão cerca de 1 milhão à venda – abrirá às 18h (de Brasília) no site oficial da competição e ficará aberta ao público até o dia 24. Nessa momento, a operação será feita

Otimismo com ocupação de estádios

Na coletiva de imprensa, o gerente geral de competição do COL, Thiago Jannuzzi, mostrou otimismo na taxa de ocupação nos estádios. Na Copa de 2014, no Brasil, o índice foi acima de 90%.

– Estamos tratando (do tema) com nossos vizinhos. São países em que a distancia é mais curta em relação aos participantes da Copa. O Peru mostrou motivação muito grande com a participação na última Copa e já tem demonstrado interesse muito grande na Copa América. Temos exemplos recentes também. Brasil e Uruguai em Recife tivemos mais de dois mil uruguaios. Brasil e Chile mais de dois mil chilenos. O sul-americano é apaixonado por futebol e a proximidade dos países favorece para encher estádios também – comentou Jannuzzi.

O diretor de operações, Agberto Guimarães, ressaltou, porém, que se a procura não for a esperada a organização terá que usar de criatividade para não deixar estádios vazios.

– Vamos ter feedback agora de como o mercado está reagindo. O comitê está muito otimista. É um grande produto, são grandes seleções. Alguns dos melhores jogadores do mundo participando do evento. Se isso não ocorrer teremos que ser bastante criativos – disse Guimarães.

Precificação e combate a cambistas

Os organizadores explicaram na coletiva que os preços foram definidos levando em conta as últimas competições realizadas, além da demanda e da capacidade de compra do torcedor brasileiro. Januzzi lembrou que 65% dos jogos têm ingressos entre R$ 60 e R$ 350 – ou meias de R$ 30 a R$ 175. Isto num universo de um milhão de ingressos à venda durante o torneio.

Com limite de cinco ingressos por partida para cada pessoa comprar, o Comitê espera inibir cambistas e conta com a ajuda de órgãos públicos de segurança. Na Copa do Mundo de 2014 um esquema de venda de ingressos irregular provocou prisões.

– Tudo na vida serve de aprendizado. Nós já iniciamos tratativas com órgãos públicos para discutir como vamos coibir todo tipo de ações desde a segurança do público, controle de fluxo na chegada e o cambismo que é uma praga que assola eventos no nosso continente. Mas não conseguiremos fazer isso sozinho, temos que contar com ajuda do poder público. Estamos nos antecipando pra minimizar esse tipo de problema – afirmou Agberto Guimarães.

Cabeças de chave
A Conmebol confirmou que Brasil, Uruguai e Argentina serão os cabeças de chave da competição. O sorteio dos três grupos da Copa América está marcado para o dia 24 de janeiro, em evento na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. Além dos integrantes da Conmebol, a competição contará com duas seleções convidadas da Ásia: Catar e Japão. Colômbia, Chile e Peru estão no pote 2. Venezuela, Paraguai e Japão ficarão no 3, enquanto o 4 terá Equador, Bolívia e Catar.

G1

Foi deflagrada nas primeiras horas desta quinta-feira (10), a operação ‘Clavus’, que cumpriu mandados de busca, apreensão e prisão nas cidades de Ingá, Campina Grande, João Pessoa e Caruaru, no estado de Pernambuco.

A ação é resultado de um trabalho de investigação que apurou a prática de tráfico de drogas, associação para tráfico, homicídios e tentativas de homicídios na cidade de Ingá. O grupo era liderado por um presidiário do PB1, em João Pessoa.

Foram cumpridos doze mandados de prisão a acusados que estavam soltos, além de sete que já cumprem pena no sistema prisional da Paraíba e de Pernambuco. Todos são integrantes da facção criminosa Okaida RB.

A operação conjunta das polícias Civil e Militar contou com a participação de 70 homens. De acordo com o delegado Valdélio Lobo, em quatro anos, 65 traficantes já foram presos em Ingá e cidades circunvizinhas.

Durante a operação, foram apreendidas drogas e uma arma e em João Pessoa foram apreendidos cerca de 5 Kg de maconha. Os presos serão encaminhados para audiência de custódia e ficarão à disposição da justiça.

paraiba.com.br

O diretor institucional do Sintur, Isaac Moreira Júnior, detalhou a planilha de custos entregue a Semob e afirmou que nesta sexta-feira (11) o valor da nova tarifa de ônibus será discutida na reunião do Conselho de Mobilidade Urbana.

De acordo com o diretor, foi decidido em convenção no dia 07, a aprovação de um reajuste de 4,87% na remuneração dos motoristas dos coletivos, além disso, ele afirmou que existem outros componentes da planilha de custos da tarifa, como despesas administrativas, custos com o carro, pneus, lubrificante, diesel e impostos. “Todos os custos são repassados para a Semob que faz o levantamento e define o valor da tarifa”, disse.

Ainda não há previsão do valor que será anunciado nesta sexta, pois a Semob quem vai decidir, o Conselho analisa e delibera e uma vez aprovado, o valor proposto é levado para o prefeito Luciano Cartaxo para ser homologado e então entrar em vigor.

Com informações da Rádio Jovem Pan.

Redação

Depois de apenas seis dias de treinamento, o São Paulo estreia em 2019 nesta quinta-feira, contra o alemão Eintracht Frankfurt, às 22h (de Brasília), no Al Lang Stadium, em São Petersburgo, pelo Torneio da Flórida.

Ainda em ritmo de pré-temporada, o Tricolor vai usar dois times no jogo: um no primeiro tempo e outro no segundo tempo. A ideia, além de observar mais jogadores, é minimizar o risco de lesões.

Nesse seis dias de trabalho, um no Brasil, no CT da Barra Funda, e outros cinco em Orlando, nos Estados Unidos, o técnico André Jardine cobrou a todo instante intensidade.

A ideia do treinador é ter um time ofensivo, que propõe o jogo, e que tenha segurança defensiva. No último treinamento antes da partida, Jardine falou muito durante a atividade.

No time que vai iniciar a partida, três novidades importantes: as presenças dos reforços Tiago Volpi, Hernanes e Pablo. O trio foi a principal contratação para esta temporada.

Na equipe que vai entrar no segundo tempo, André Jardine deixou Nenê e Diego Souza, destaques na temporada passada. Veja abaixo as escalações completas:

O adversário

O Eintracht Frankfurt é o sexto colocado do Campeonato Alemão. O time, do técnico austríaco Adi Hutter, tem como um dos destaques o atacante Luka Jovic, artilheiro da competição com 12 gols.

A provável escalação é a seguinte: Kevin Trapp, Carlos Salcedo, Simon Falette e Evan N’Dicka; Danny Da Costa, Gelson Fernandes, Jetro Willems e Mijat Gacinovic; Filip Kostic, Sébastien Haller e Luka Jovic.

 

 

Globo Esporte

A Prefeitura de Lucena anunciou, nesta quinta-feira (10), a abertura de vagas para um concurso público e um processo seletivo. O lançamento do edital pode ser acompanhado pelo site da empresa organizadora, a Contemax.

Leia também:
Terminam inscrições para concurso com 42 vagas na Paraíba
Conforme o aviso de edital, o concurso prevê vagas para agente comunitário de saúde, agente de limpeza geral, agente de trânsito, agente de vigilância sanitária, assistente administrativo, assistente social, atendente de farmácia, auxiliar de saúde bucal, auxiliar de serviços gerais, cozinheiro, dentista ESF, enfermeiro ESF, farmacêutico, fiscal de obras, fonoaudiólogo, instrutor de informática, médico pediatra, médico ESF, motorista, procurador, professor (diversas áreas de conhecimento), psicólogo, técnico em enfermagem ESF e vigilante.

As remunerações ofertadas no concurso vão de R$ 998 a R$ 1.835,37, de acordo com o cargo. As inscrições vão desta sexta (11) ao dia 10 de fevereiro.

Processo seletivo

Já o processo seletivo da Prefeitura de Lucena prevê vagas para assistente social, condutor socorrista do Samu, cuidador de idoso, educador físico, enfermeiro, fisioterapeuta, nutricionista, oficineiro, orientador educacional, psicólogo, técnico em enfermagem e visitador. As remunerações variam de R$ 998 a R$ 1.200, dependendo do cargo pretendido. Alguns deles preveem pagamento adicional de 20% por insalubridade. Segundo o aviso de edital, as inscrições acontecem desta sexta-feira (11) ao dia 25 deste mês, no site da empresa organizadora.

portalcorreio

Levantamento feito pelo Portal Correio com base nas informações disponibilizadas pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), a partir do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), mostrou como foi a produção dos deputados paraibanos em relação à apresentação de Projetos de Lei no ano de 2018. A consulta só foi realizada nesta quinta-feira (10) devido a problemas no sistema que abriga os dados.

O levantamento levou em consideração o número de Projetos de Lei Ordinária (PLO) apresentados por cada parlamentar no legislativo estadual no ano passado. A apresentação de Projetos de Lei é uma das principais atribuições dos legisladores, que também são responsáveis pela fiscalização dos atos do governador do estado.

Segundo a pesquisa, o deputado Nabor Wanderley (PRB) terminou o ano com o maior número de proposituras apresentadas. O parlamentar protocolou 31 Projetos de Lei na Assembleia Legislativa. Na 2ª colocação, aparece o deputado Jutay Meneses (PRB), com 26 PLOS, seguido do deputado Ricardo Barbosa (PSB), com 24.

Menos produtivos
Por outro lado, os deputados Buba Germano (PSB), Ricardo Marcelo (PP) e Jullys Roberto (MDB), não apresentaram Projeto de Lei no ano passado.

Confira o ranking completo:
Produtividade dos deputados estaduais em 2018

Deputado (a) Projetos de Lei Ordinária (PLO)

Nabor Wanderley (PRB) 31

Jutay Meneses (PRB) 26

Ricardo Barbosa (PSB) 24

Caio Roberto (PR) 22

Bruno Cunha Lima (PSDB) 18

Tovar Correia Lima (PSDB) 15

Raniery Paulino (MDB) 14

Estela Bezerra (PSB) 11

Inácio Falcão (PCdoB) 10

10º Branco Mendes (Podemos) 7
Daniella Ribeiro (PP) 7

11º Bosco Carneiro (PPS) 6
Camila Toscano (PSDB) 6

Frei Anastácio (PT) 6

Janduhy Carneiro (Patriotas) 6

Tião Gomes (Avante) 6

12º Galego Souza (PP) 5
Renato Gadelha (PSC) 5

13º Gervásio Maia (PSB) 4
Jeová Campos (PSB) 4

João Gonçalves (Podemos) 4

14º Anísio Maia (PT) 3
Trócolli Júnior (Podemos) 3

15º João Henrique (PSDB) 2
Lindolfo Pires (Podemos) 2

Zé Paulo (PT) 2

 

16º Adriano Galdino (PSB) 1
Antônio Mineral (PSDB) 1

Arnaldo Monteiro (PSC) 1

Doda de Tião (PTB) 1

Edmilson Soares (PSB) 1

Genival Matias (Avante) 1

Manoel Ludgério (PSD) 1

 

17º Buba Germano (PSB) 0
Ricardo Marcelo (PP) 0

Jullys Roberto (MDB) 0

 

 

 

portalcorreio

Bandidos voltaram a cometer ataques contra equipamentos públicos e veículos nesta quinta-feira (10) no Ceará. Durante a madrugada, homens queimaram um ônibus e 5 carros do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), explodiram uma bomba em um viaduto de Fortaleza e atacaram um centro de assistência social na capital. A violência chegou ao 9º dia seguido com 177 ações criminosas em 43 dos 184 municípios cearenses.

O estado vive uma onda de ataques desde o dia 2 de janeiro, quando criminosos incendiaram ônibus, transportes escolares, veículos de prefeituras, prédios públicos e comércios na capital e no interior. A onda de violência é uma represália à ação do governo de acabar aumentar o rigor na fiscalização das unidades prisionais e acabar com divisão dos presos por facções nos presídios.

O governador Camilo Santana (PT) informou que chefes de facções criminosas que estavam presos no Ceará foram transferidos para presídios federais. A Secretaria da Segurança Pública comunicou que 239 suspeitos foram capturados por envolvimento nos ataques.

Entenda o que está acontecendo no Ceará
O governo criou a secretaria de Administração Penitenciária e iniciou uma série de ações para combater o crime dentro dos presídios.
O novo secretário, Mauro Albuquerque, coordenou a apreensão de celulares, drogas e armas em celas. Também disse que não reconhecia facções e que o estado iria parar de dividir presos conforme a filiação a grupos criminosos.
Criminosos começaram a atacar ônibus e prédios públicos e privados. As ações começaram na Região Metropolitana e se espalharam pelo interior ao longo da semana.
O governo pediu apoio da Força Nacional. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou o envio de tropas; 406 agentes da Força Nacional reforçam a segurança no estado.
A população de Fortaleza e da Região Metropolitana sofre com interrupções frequentes no transporte público, com a falta de coleta de lixo e com o fechamento do comércio.
Onda de violência no Ceará afastou turistas e fez a ocupação hoteleira no estado cair de 85% para 65%.
9º dia de ataques
Na madrugada desta quinta-feira, criminosos detonaram os explosivos na estrutura do viaduto por volta de 0h40 desta quinta. O impacto do explosivo deixou buracos na estrutura da parte inferior do equipamento. A explosão foi ouvida por moradores de outros bairros vizinhos, conforme a polícia.

Logo após o crime, a Força Nacional e o esquadrão antibombas da Polícia Militar foram acionados para reforçar a segurança no local. Uma equipe de engenheiros da Prefeitura de Fortaleza acionada ao local e está analisando a estrutura do viaduto no Bairro Parangaba. A área foi isolada pela polícia e uma estação do Metrô de Fortaleza foi fechada no início da manhã. Conforme a polícia, o esquadrão antibombas já havia apreendido um material explosivo na estação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na quarta-feira (10). O VLT fica próximo ao viaduto onde a bomba foi detonada.

Veículos do Dnocs queimados
Na cidade de Forquilha, na Região Norte do Ceará, três homens encapuzados atearam fogo em um ônibus e cinco carros que estavam em uma oficina do Dnocs. De acordo com o Corpo de Bombeiros, os suspeitos pularam o muro da oficina e colocou fogo nos veículos que estavam no local. O ônibus e os carros ficaram destruídos.

Engenheiros da Prefeitura de Fortaleza foram ao local para avaliar se a estrutura do viaduto foi comprometida — Foto: João Pedro Ribeiro/TVMEngenheiros da Prefeitura de Fortaleza foram ao local para avaliar se a estrutura do viaduto foi comprometida — Foto: João Pedro Ribeiro/TVM
Outro grupo de criminosos atacou o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) durante a madrugada no Conjunto Palmeiras, na capital. O equipamento presta serviços para a população de áreas de vulnerabilidade e risco social.
Conforme a polícia, os suspeitos chegaram à sede do Cras por volta de 0h20. Eles atearam fogo em cadeiras e roubaram objetos do local, como microondas, ventilador e caixa de som. Moradores do bairro viram as chamas em uma das salas e conseguiram apagar o incêndio.

Ônibus incendiado

Na noite de quinta-feira, bandidos incendiaram um ônibus do transporte público no Bairro Jardim Fluminense, em Fortaleza. O coletivo estava no fim da linha, estacionado em frente a uma escola municipal, quando os suspeitos mandaram os ocupantes saírem do veículo.

Os bandidos jogaram combustível no transporte e atearam fogo. Ninguém ficou ferido.

Ônibus foi incendiado por criminosos na 8º noite de ataques criminosos no Ceará — Foto: Sistema Verdes MaresÔnibus foi incendiado por criminosos na 8º noite de ataques criminosos no Ceará — Foto: Sistema Verdes Mares

Motivação dos ataques

Os atentados começaram após uma fala do novo titular da Secretaria de Administração Penitenciária do estado, Luís Mauro Albuquerque, que afirmou que iria acabar a entrada de celulares nos presídios e encerrar a divisão de presos nas detenções conforme a facção criminosa a que pertencem.

O secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa, afirmou que a nomeação do novo gestor das unidades prisionais motivou o início dos ataques. Em pichações em prédios públicos e residências, os criminosos pedem a saída de Mauro Albuquerque. “A criminalidade já conhecia o trabalho dele”, afirmou André Costa.

Em entrevista à GloboNews, o governador Camilo Santana comunicou que o estado “se preparou para o onda criminosa” e garantiu que será “duro” com a criminalidade dentro e fora dos presídios. O chefe do executivo comentou durante a entrevista que o momento difícil que o estado passa, devido à série de atentados, é “necessário” para garantir a segurança no futuro.

G1

A CES 2019, maior feira de tecnologia do mundo, vai além de TVs de última geração e celulares que dobram. Carros e até mesmo veículos voadores são novidades em Las Vegas, como é o caso da Bell Nexus, o “táxi voador” de empresa parceira do Uber.

Em 2018, o CEO do aplicativo, Dara Khosrowshahi, disse que o serviço para carros voadores deve começar em até 10 anos. Para isso, o Uber está trabalhando com diversas empresas da área de aviação, como a Embraer e também a Bell, que antes era especializada apenas em helicópteros.

Capaz de levantar voo verticalmente, o Bell Nexus é movido por motorização elétrica híbrida, para poder percorrer maiores distâncias, e leva até 5 pessoas.

“Como o espaço no chão está se tornando limitado, devemos resolver os desafios de transporte de modo vertical – e é aí que entar a visão de mobilidade sob demanda da Bell”, disse Micth Snyder, presidente e CEO da Bell.

A expectativa é que o modelo voador comece a ser vendido em meados de 2020, disse a empresa ao site “The Verge”.

G1

Avaliar e identificar os pacientes que necessitam de atendimento prioritário, de acordo com a gravidade clínica, potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento. Assim funciona a Classificação de Risco, uma ferramenta utilizada nos serviços de urgência e emergência da rede assistencial da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

No Brasil, um dos modelos mais utilizados é o Modelo de Manchester (Manchester Triage System – MTS), protocolo assistencial atualmente utilizado nos serviços de saúde da Capital. Este método prevê que o tempo de chegada do paciente ao serviço até a classificação de risco e, que os tempos alvos para a primeira avaliação médica, sejam cumpridos de acordo com a gravidade clínica do doente.

“O Protocolo de Manchester é baseado em categorias de sinais e sintomas e contém fluxogramas que são selecionados a partir da situação/queixa apresentada pelo paciente, permitindo que os atendimentos sejam realizados com mais eficiência, já que se tratando de saúde, tempo pode representar a diferença entre salvar uma vida e perder um paciente”, explica a Coordenadora da Rede de Urgência e Emergência de João Pessoa, Rafaella Medeiros.

D R T . R J . 15855.Ivomar Gomes Pereira.

A Rede Municipal de Saúde segue as diretrizes das Portarias do Ministério da Saúde para o funcionamento dos serviços de Urgência e Emergência, dessa forma, os hospitais municipais com porta de entrada de rede de urgência e emergência como o Complexo Hospitalar de Mangabeira Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma), Hospital Municipal Valentina (HMV) e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Oceania, UPA Valentina, UPA Cruz das Armas e UPA-E Bancários, funcionam por meio de Classificação de Risco.

A Coordenadora da Rede de Urgência e Emergência de João Pessoa explica que nesses serviços o tempo de atendimento depende de cada caso clínico, descrito pelo paciente durante a classificação de risco. “De acordo com as respostas apresentadas na aplicação do protocolo, o fluxograma, disponível no protocolo de Manchester, leva a um resultado e o paciente é classificado em uma das cinco prioridades identificadas por número, nome, cor e tempo alvo para a observação médica inicial”, explica Rafaella Medeiros.

Seguindo o Protocolo de Manchester o paciente é classificado na cor vermelha como atendimento emergente devendo ser atendido imediatamente; na cor laranja como caso muito urgente e atendimento em 10 minutos; cor amarela para atendimento urgente devendo ser atendido em até 60 minutos; cor verde como atendimento pouco urgente e podendo esperar até 120 minutos e na cor azul como não urgente e atendimento em até 240 minutos.

D R T ; R J ; 15855.

“É importante que as pessoas compreendam a necessidade dessa qualificação e a especificação de cada cor e seu tempo de atendimento, uma vez que esse é um processo dinâmico de identificação dos pacientes que necessitam de tratamento imediato, de acordo com o potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento. Para orientar os pacientes, em cada serviço uma tabela exposta identifica os tempos de atendimento de acordo com as cores do protocolo”, afirmou.

Josirete Santana, 59, é usuária do Sistema Único de Saúde e precisou usar o serviço da UPA-E Bancários pela primeira vez com muita tontura e indisposição e, ao chegar ao serviço, passou pela classificação de risco. Para ela, esse tipo de triagem garante atendimento adequado a cada pessoa.

“Acho importante porque o paciente é atendido dentro do risco que está correndo, como o nome já diz e esse atendimento preza pela vida da pessoa, cabe a nós que estamos aguardando o atendimento se colocar no lugar do outro e entender que por mais que eu esteja me sentindo mal sempre vai ter alguém em uma situação de mais dor e que precisa de atendimento mais rápido e talvez até antes de mim”, comenta a cabeleireira.

D R T . R J .15855.

Diminuição do risco de mortes evitáveis, priorização de acordo com critérios clínicos e não por ordem de chegada, obrigatoriedade de encaminhamento responsável com garantia de acesso à rede de atenção, aumento da eficácia do atendimento, redução do tempo de espera, detecção de casos que provavelmente se agravarão se o atendimento for postergado, diminuição da ansiedade e aumento da satisfação dos profissionais e usuários são alguns dos pontos que destacam a importância da Classificação de Risco para a assistência prestada.

A coordenadora da rede de urgência e emergência explica ainda que a classificação azul são os casos que poderiam ser atendidos nas Unidades de Saúde da Família, um quadro crônico sem sofrimento agudo ou caso social, mas caso o paciente deseje ser atendido na unidade de urgência e emergência, deverá aguardar o atendimento dos pacientes classificados como vermelho, laranja, amarelo e verde.

Já nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) Oceania, Valentina e Cruz das Armas são atendidos casos de urgências clínicas e pediátricas e na UPA-E Bancários são atendidas urgências clínicas, pediátricas e ortopédicas. Em todas as unidades com atendimento prioritário para as cores vermelha, laranja, amarela e verde.

Entenda cada cor da classificação de risco:

Classificação VERDE: Sem risco de morte imediata. Somente será atendido após todos os pacientes classificados como vermelho e amarelo.
Casos como: Dor a esclarecer; Lombalgia leve; Pele: Erisipela, Catapora e Herpes Zoster; Febre Baixa (38ºC); Dor crônica com piora recente; Urticária

Classificação AMARELA: Urgência. Será atendido com prioridade sobre os pacientes classificados como verde, no consultório ou leito da sala de observação.
Casos como: Crise asmática leve a moderada; Febre sem complicações; Crise de Pânico; Infecções Orofaciais Disseminadas; Hemorragias; Suspeita de Violência; Crise de Enxaqueca; Dor torácica; Lombalgia Moderada a intensa; Urgência Hipertensiva; Mordedura de animais.

Classificação LARANJA: Muito urgente. Prioridade de atendimento em até 10 minutos e sobre os pacientes classificados como amarelo, verde e azul.
Casos como: Crise Convulsiva; Febre alta em crianças; Dor severa; Surto Psicótico com tentativa de suicídio; Gestante com sangramento ou sangramento agudo; Urgência Hipertensiva grave; Crise asmática grave.

Classificação VERMELHA: Emergência. Será atendido imediatamente na sala de emergência.
Casos como: PCR- Parada Cardíaca; AVC- Acidente Vascular Encefálico; Emergências Hipertensivas; EAP- Edema Aguda de Pulmão; Engasgo com broncoaspiração; Choques circulatórios; Choque Elétrico com perda de consciência; IAM- Infarto Agudo do Miocárdio.

Classificação Azul: Não Urgente. Quadro crônico sem sofrimento agudo ou caso social, deverá ser preferencialmente encaminhado para atendimento em Unidade Básica de Saúde ou atendido pelo Serviço Social.
Casos como: Verificar Pressão e glicemia; Saúde Mental; Suspeita de ISTs; Queixas sem alterações agudas; Curativos; Troca de Sondas; Atendimento de Urgências clínicas leves; conjuntivite; ardência ao urinar; tosse sem febre; febre baixa (38ºC); afecções leves.

joaopessoa.pb.gov.br