Acordo entre Marvel e Sony termina e Homem-Aranha está fora do Universo Marvel

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

De acordo com o Deadline, o Homem-Aranha está fora do Universo Marvel do Cinema. O acordo que permitia o crossover do personagem com os Vingadores chegou ao fim, devido às divergências da Marvel Studios e da Sony.

O fim do acordo chega num momento em que o herói esteve presente em duas produções extremamente bem-sucedidas financeiramente — Vingadores: Ultimato, que se tornou o filme com a maior bilheteria de todos os tempos e Homem-Aranha: Longe de Casa, que superou Skyfall e se tornou a maior bilheteria de um filme da Sony.

A Disputa

Segundo o Deadline, a Disney pediu um co-financiamento de 50/50. A Sony declinou. Então a Sony propôs um arranjo similar aos termos dos dois primeiros filmes do Homem-Aranha como parte do Universo Marvel (De Volta ao Lar e Longe de Casa), onde a Disney receberia 5% da bilheteria de estreia. A Disney recusou.

“Bilheteria de Estreia” (first dollar gross) é uma prática comum no cinema, em que um participante recebe a porcentagem de arrecadação do primeiro dia de estreia. Astros como Leonardo DiCaprio fizeram uso da prática em A Origem (Inception), lucrando mais que o dobro do que normalmente iriam lucrar devido ao inesperado sucesso do filme.

As fontes do Deadline também afirmam que Bob Iger, CEO da Disney, tem passado os últimos meses tentando um novo acordo entre a Marvel e a Sony, mas a partir de agora o estúdio terá que prosseguir sem Kevin Feige.

A saída do Homem-Aranha do MCU explica a razão pela qual não houveram anúncios de novos filmes do aracnídeo no último Comic-Con 2019, em San Diego. A Sony, que detém os direitos do Homem-Aranha, também é a distribuidora, embora a Marvel possua os direitos de merchandising.

Como fica o aracnídeo agora?

As fontes do Deadline confirmam que existem ainda dois filmes do Homem-Aranha em produção (mantendo Tom Holland como Peter Parker e Jon Watts na direção). Amy Pascal, que trabalhou na produção de todos os filmes relacionados ao Homem-Aranha desde De Volta ao Lar (incluindo Venom e Aranhaverso, produções exclusivamente Sony) também continuará.

A Disney recentemente completou a aquisição da 21st Century Fox, em maio, pagando 71,3 bilhões de dólares pelas propriedades intelectuais do estúdio — o que incluiu a franquia dos X-Men, Deadpool, Quarteto Fantástico e mais.

Sonyverso

Venom, uma produção exclusivamente Sony e não vinculada ao Universo Marvel, atingiu 800 milhões de dólares de bilheteria mundial em 2018, quebrando recordes para o mês de lançamento. Uma sequência está prevista para 2020, com Andy Serkis na direção.

A Disney investiu 4 bilhões de dólares na compra da Marvel Studios e já arrecadou mais de 18 bilhões.