• (83)98801-4603
  • contato@portalmangabeira.com.br

Cresce número de vagas para estagiários e jovens aprendizes

O Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE registrou no 3° trimestre do ano, entre os meses de julho e setembro, média de 15,9% de crescimento no número de vagas abertas em relação ao mesmo período do ano passado. O índice engloba tanto vagas de estágio quanto aprendizagem.

No mesmo período, o número de contratos assinados cresceu em média 5,83% e registrou o melhor trimestre do ano até o momento, prova de que as empresas estão procurando novos talentos apesar da lenta retomada da economia. A entidade acumulou, entre janeiro e outubro desse ano, crescimento de 8,28% no volume de contratos.

“As companhias voltaram a recrutar com o objetivo de preparar a sua estrutura, isso inclui a capacitação de novos talentos, para atender o aumento da demanda que é esperado nos próximos meses” explica Marcelo Gallo, superintendente Nacional de Operações do CIEE.
Atualmente são administrados contratos de 230 mil estagiários e 85 mil aprendizes.

Aprendizes
“O lado positivo do CIEE é a oportunidade de conhecer o mercado de trabalho e ainda ter o apoio de uma empresa que olha por nosso direitos e nos orienta. Também é legal o fato de ser um contrato, então temos um tempo certo de ficar na empresa sem tanto medo de ser demitida”, expôs a aprendiz Vitória Vieira.

Para Lorena Alencar, também aprendiz, a chance de se inserir no mercado através do CIEE contribuiu diretamente para sua formação acadêmica. “Queria uma primeira oportunidade de trabalho para me tornar mais responsável, organizada e saber lidar melhor com as pessoas, além de aprender na prática o que eu vou exercer. Consegui tudo através do programa, que foi meu primeiro passo”.

Quem pode se candidatar
Tal notícia vem como um grande alento para os jovens, mas apenas para aqueles que ainda frequentam as salas de aula. Portanto, a primeira regra para poder participar é estar matriculado em uma instituição de ensino. O especialista explica que o programa é destinado a alunos, tanto do ensino médio/técnico quanto do nível superior, e possui um viés educativo que visa complementar a formação do estudante. “Justamente por isso a experiência prévia é um requisito descartado por lei”, afirma Mavichian.

O estágio é regulamentado pela lei nº 11.788, que existe para assegurar que os jovens não serão encarados apenas como uma mão-de-obra de baixo custo. Por isso há regras que devem ser respeitadas para que o programa não se distancie de seu foco principal. “De acordo com a legislação, a partir dos 16 anos já é possível participar, mas, apesar de grande parte dos integrantes da categoria serem mais jovens, a experiência também é válida todas as idades, pois o objetivo é único: favorecer a formação e desenvolvimento profissional do estudante e abrir as portas do mundo corporativo”, finaliza o diretor.

Quem procurar
O jovem que deseja fazer um estágio pode procurar o CIEE em Tambaú, em João Pessoa, ou fazer a inscrição pelo site (CIEE) e aguardar as oportunidades dentro do perfil. “O estágio é uma atividade pedagógica, então ele tem que estagiar dentro da sua área de formação acadêmica. Ele pode acompanhar pelo site ou esperar o retorno”, orientou Andrea Cruz, supervisora do CIEE na Paraíba.

Em Campina Grande, o CIEE está na Rua José de Alencar, 584, na Bela Vista, e atende no telefone 3003-2433.

portalcorreio