• (83)98801-4603
  • contato@portalmangabeira.com.br

Estádio Marizão não tem condições de receber partidas do campeonato paraibano, avalia MP

O procurador do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e coordenador da Comissão Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, Valberto Lira, voltou a analisar as condições dos estádios paraibanos para a disputa do estadual de 2019.

Segundo Valberto, de todos os casos, o que preocupa mais é o do Marizão, em Sousa, que, segundo ele, a preço de hoje, não teria nenhuma condição de receber jogos oficiais por conta do péssimo estado de conservação do gramado da praça esportiva sertaneja.

“Pelo que a gente tem visto por algumas fotografias divulgadas lá do gramado do Estádio Marizão, não tem nenhuma condição daquela praça esportiva receber jogos profissionais no estado que está. Nem com torcida e nem sem. É preciso que alguém que seja responsável pelo estádio, a Prefeitura Municipal de Sousa, emita algum posicionamento dizendo o que vai ser feito para garantir o mínimo de segurança para os atletas e também para os profissionais de arbitragem. O torcedor pode até achar que está sendo prejudicado, mas tudo que fazemos é para proteger o público”, declarou o procurador.

Nesta semana, o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, publicou um vídeo com o Estádio Marizão em reforma. A expectativa, porém, é que o local seja liberado no dia 6 de janeiro. O fato é que, em pré-temporada, o time sertanejo tem trabalhado em municípios vizinhos.

Esperar até dia 6

Valberto Lira informou ainda que vai aguardar até o dia 6 de janeiro para que os responsáveis pelas demais praças esportivas do estado encaminhem os laudos comprovando as condições de utilização dos estádios e caso isso não aconteça vai emitir uma recomendação para que, pelo menos as primeiras partidas da competição em 2019, aconteçam sem a presença dos torcedores.

Globo Esporte