• (83)98801-4603
  • contato@portalmangabeira.com.br

G1 aponta Cássio entre os senadores que mais ‘torraram’ dinheiro público com pesquisa em 2017

Levantamento publicado neste final de semana de semana pelo G1, portal de notícias do Sistema Globo de Comunicação, revela que o paraibano Cássio Cunha Lima (PSDB) aparece entre os três senadores que mais gastam dinheiro público, em 2017, com a contratação de consultorias e pesquisas. Dos R$ 3,9 milhões reembolsados pelos parlamentares neste quesito, Cássio foi responsável por R$ 174 mil dessa fatia.

 

O paraibano ficou atrás apenas de Omar Aziz (PSD-MT), que gastou R$ 360 mil em 2017, sendo R$ 30 mil mensalmente com a empresa “Jefferson L R Coronel – ME” e Edinson Lobão (MDB-MA), com R$ 272 mil restituídos com verbas públicas.

 

De acordo com a divisão proposta pelos senadores, os parlamentares paraibanos podem reembolsar, por mês, a quantia de R$ 35.555,20 com gastos que envolvem passagens aéreas, locomoção, combustíveis, alimentação, hospedagem, aluguel de imóveis, pesquisas, consultoria, divulgação de mandato e outros itens – o “cotão”.

 

Além do “cotão”, os parlamentares recebem ainda uma remuneração fixa de R$ 33.763,00 reais; auxílio-moradia; auxílio-transporte; verba de gabinete para até 39 funcionários nomeados pelo senador; passaporte diplomático; auxílio para viagens internacionais; plano de saúde e reembolso de gastos médicos para o senador, esposa e filhos dependentes (este benefício se aplica também a ex-senadores); auxílio com telefonia (gastos ilimitados com celular e R$ 500 com telefone fixo residencial); ajuda de custo de R$ 33.763,00 no início e fim do mandato; R$ 8,5 mil reais mensais na gráfica do Senado e a possibilidade da assinatura de duas revistas e quatro jornais.

 

ParaibaJa