Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

João Azevêdo determina ações e lança campanha para ajudar vítimas das chuvas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador João Azevêdo determinou, nesta segunda-feira (17), em caráter emergencial, a aquisição de mil cestas básicas, recomendou à Companhia de Águas e Esgoto da Paraíba (Cagepa) e ao Corpo de Bombeiros a distribuição de água potável para as localidades atingidas pelas chuvas e a intensificação dos trabalhos de desobstrução de galerias e de aberturas de valas na Região Metropolitana de João Pessoa. Também será lançada uma campanha para arrecadação de donativos que serão distribuídos para as famílias prejudicadas pelas fortes chuvas registradas nos últimos dias na Paraíba.

As orientações foram repassadas às Secretarias e órgãos do Estado durante reunião na Granja Santana, em João Pessoa. A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Neide Nunes, ressaltou que a campanha de arrecadação de alimentos e materiais de higiene pessoal será iniciada nesta terça-feira (18), a partir das 8h, e terá dois pontos de coleta na Capital.

“Essa será uma grande ação e esperamos contar com a solidariedade de todos. Nós montaremos tendas no Busto de Tamandaré e na Casa da Cidadania de Mangabeira para ajudar as mais de 860 famílias que estão numa situação muito crítica. Além disso, nós mantemos o contato com a Defesa Civil nacional para que o órgão também disponibilize materiais para a população”, explicou.

Ela também destacou que a Sedh vem atuando desde a última quinta-feira (13) em comunidades de João Pessoa e de Cabedelo com a distribuição de cestas básicas, colchões e cobertores. No total, já foram disponibilizados mais de 300 cestas básicas, 270 cobertores e 260 colchões para os moradores das comunidades São José, São Rafael, Engenho Velho, Hildon Bandeira, Três Lagoas, na Capital paraibana, e nos bairros Jacaré, Recanto do Poço, Portal do Poço, Camboinha, Jardim Jericó, Jardim Alfa, Jardim Beta e Jardim Gama, Jardim Manguinhos e Renascer, em Cabedelo.

Infraestrutura- O secretário da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, Deusdete Queiroga, afirmou que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Cagepa irão intensificar, a partir desta terça-feira (18), os trabalhos de desobstrução de galerias e aberturas de valas nas áreas mais atingidas pelas chuvas. “Isso vai permitir a diminuição da quantidade de água que invade as casas; esse é um trabalho que vem sendo feito desde a última sexta-feira e que vai ser reforçado. Nós vamos continuar fazendo tudo que estiver ao nosso alcance para diminuir o sofrimento das famílias por conta das fortes chuvas que têm caído na Grande João Pessoa”, disse.

Carros-pipa- O presidente da Cagepa, Marcos Vinícius, informou que as caixas d’água que serão abastecidas por carros-pipa do Corpo de Bombeiros serão instaladas em pontos definidos pela Sedh. “Nós estamos garantindo a saúde das pessoas durante esse período de trauma que estamos vivendo em virtude do grande volume de chuvas e continuamos realizando as ações permanentes de manutenção, com todas as nossas equipes nas ruas nesse grande esforço que o Estado vem fazendo”, frisou.

Vacina e hipoclorito de sódio- O secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, garantiu que a SES dará assistência junto aos municípios na orientação e prevenção de doenças. “Vamos dar um aporte para o aumento de 30% de vacinas para coqueluche, tétano, difteria, influenza e hepatite B e vamos aumentar a oferta do hipoclorito de sódio para que seja colocado duas gotas em cada litro de água pelo menos 30 minutos antes do consumo. Além disso, equipes estarão nas comunidades levando orientações às famílias”, adiantou.

Bombeiros- Além das ações de assistência social, o Governo da Paraíba, por meio do Corpo de Bombeiros, já resgatou mais de 50 pessoas em áreas de risco, sendo 11 crianças e realizou serviços como a desobstrução de vias e corte de árvores. “Nós estamos de prontidão desde a última quinta-feira com recrutas e oficiais à disposição da população para agir da melhor forma possível”, disse o comandante-geral, coronel Marcelo Araújo.