Monólogos retratam histórias femininas em festival que acontece em João Pessoa

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Núcleo de Teatro Universitário (NTU) realiza o II Festival de Monólogos Femininos Mulheres de Maio

Depoimentos comoventes, dramáticos e surpreendentes revelados em rodas de conversas com mulheres são levados ao palco, festival promovido pelo Núcleo de Teatro Universitário da Universidade Federal da Paraíba (NTU/UFPB)  nos dias 22 a 25 de maio no Teatro Lima Penante sempre às 19h30, com ingressos a R$ 10(inteira) e R$5(meia entrada).

O II Festival de Monólogos Femininos – Mulheres de Maio homenageará as atrizes paraibanas Eleonora Montenegro e Ingrid Trigueiro que de acordo com Edilson Alves diretor do NTU tem objetivo de promover o festival é trazer para a pauta das artes a importância da presença das mulheres. “Queremos mostrar o protagonismo feminino na produção artística. Foram escolhidos cinco monólogos que retratam isso”, explica.

PROGRAMAÇÃO

22/05 – Quarta-feira – Maria’s – Cia Ôxente
Atriz: Mônica Macêdo
Direção: Antônio Deol

Sinopse: Maria e Marias, somos tantas, somos uma, somos todas, tão singulares e plurais ao mesmo tempo. A encenação Maria’s se dispõe a bordar e abordar um episódio final da vida da personagem Maria Stuart. Com ela e através dela refletimos situações vividas e vivenciadas por diversas mulheres. Trazemos um período remoto em possíveis diálogos com a contemporaneidade; defendemos a libertação desse ser mulher – a libertação desse ser Maria.

23/05 – Quinta-feira – “Elas em mim” – Grupo Gota

Atriz: Mayara Santos
Direção: Flávio Ramos

Sinopse: Diante de sua ancestralidade, inicia-se uma busca pelo entendimento real das desigualdades e sofrimentos que ocorrem com as negras e negros no Brasil, Elas em mim traz para o palco uma coletânea de textos que propõem refletir o nosso dia a dia. Preconceitos disfarçados, piadas, padrões de beleza que aprisionam, desconsideram a negritude e o belo de sua cultura, a ancestralidade compõe o empoderamento corporal e sonoro.

24/05 – Sexta-feira – “Devaneio” – Braúnas Produções Culturais
Atriz: Eulina Barbosa
Direção: José Maciel

Sinopse: O espetáculo trata-se de memórias da infância e o encontro com os tios que povoaram aquele período da vida da atriz. Um mergulho dentro de si mesmo a personagem caminha na busca da origem e sua identidade.

25/05 – Sábado – “Francisco me ama”– Maria Betânia
Atriz: Maria Betânia
Direção: Everaldo Vasconcelos

Sinopse: O espetáculo conta a história da violência doméstica através da personagem Margarida, que sofre todos os tipos de agressões – físicas, verbais e psicológicas – cometidas pelo seu esposo Francisco. Quantas Margaridas terão que morrer para que a violência seja abolida?

– “Decorpo”– Coletivo Despudorado
Atriz: Bruna Martins
Direção: Coletivo Despudorado

Sinopse: DeCorpo resgata a exposição das maranhas ancestrais que percorrem o corpo feminino. Dos fios que cercam de chagas nativas e genéticas a vivência da pele negra. Narra em movimentos o grito do pulso, da pausa, da prosa, da carne, da víscera, da dor e da beleza da mulher preta. Do que circula sanguineamente nas veias pulsantes desse EU-história que alimenta e compõe o mundo.