População idosa da Capital festeja 15 anos do Estatuto do Idoso com acesso a serviços ofertados pela PMJP

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Chegar à terceira idade com saúde está entre os objetivos de qualquer pessoa. Quem já conseguiu garante que essa condição é fundamental, mas existem outros fatores que também são importantes, para viver essa fase da vida com mais qualidade. Entre os quais, oportunidades para preservação de sua saúde física e mental e seu aperfeiçoamento moral, intelectual, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade.

Essas são, inclusive, garantias que estão previstas no Estatuto do Idoso, que neste mês de outubro completou 15 anos de vigor, para regular os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos. A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) desenvolve políticas públicas de modo que a população idosa esteja inserida nesse contexto de proteção e acolhimento, como destaca a coordenadora da Assistência Social da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), Betânia Patrício.

 

“Temos o trabalho dos Centros de Referência a Assistência Social (Cras), que atua nesse acolhimento – oferecendo cidadania, orientações sobre os direitos enquanto cidadãos, tudo a luz do Estatuto do Idoso. Além, claro, de atividades recreativas, como passeios e eventos culturais, que são colocadas em prática pelo Serviço de Fortalecimento de Vínculos da Sedes”, disse.

 

A aposentada Elizabete Gomes da Costa, 73 anos, é atendida pelo Cras do bairro de Mangabeira I. Ela conta que o acolhimento tem sido fundamental na sua vida, inclusive para superar o trauma da perda do marido há alguns anos. “É no Centro, junto com os outros idosos, que eu me sinto melhor. Recebo atenção, carinho, participo de festas, passeios e uma série de atividades que me deixam muito feliz. Tudo isso foi muito importante para superar a depressão que eu tive com a perda do meu marido” desabafou.
João Pessoa também conta com o Conselho Municipal do Idoso, que possui representação paritária do poder público e da sociedade civil organizada. O órgão é responsável por fiscalizar o cumprimento do Estatuto do Idoso e das políticas públicas ofertadas à população idosa, além de também promover eventos em parceria com a Prefeitura de João Pessoa e outras instituições, como o Lar da Providência.

 

“Principalmente na Atenção Básica, na proteção, trabalhando a prevenção, o acolhimento. O Estatuto do Idoso serviu para que fossem criadas políticas públicas efetivas, como as da Prefeitura Municipal de João Pessoa, que funcionam de forma intersetorial, na saúde, educação e cidadania”, explicou Nilsonete Lucena, presidente do Conselho Municipal do Idoso.

A terceira idade está sendo vivida de forma intensa e com muita qualidade por Mércia Farias, de 69 anos. E o acolhimento realizado pelo Cras de Mangabeira é um dos principais responsáveis, revela a aposentada amante de música e dança. “É dessa forma que eu consigo desopilar. Participando de todas as ações – algo que eu nunca consegui fazer quando eu era jovem, por isso que eu digo que minha vida é maravilhosa”, garante.

 

 

 

 

 

 

 

Secom-JP