• (83)98801-4603
  • contato@portalmangabeira.com.br

Rede Municipal de Saúde oferta mamografias às usuárias em três serviços conveniados

O mês de outubro é marcado pela campanha em prevenção ao câncer de mama e, por isso, as mulheres procuram os serviços de saúde com mais frequência em busca da mamografia, que é o exame mais eficaz para detectar a doença. Porém, os profissionais de saúde aconselham que a prevenção deve acontecer durante todo o ano.

Em João Pessoa, a rede municipal disponibiliza o exame de mamografia para as usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) em três serviços conveniados. São eles: Hospital Napoleão Laureano, Hospital São Vicente de Paulo e Centro de Diagnóstico do Câncer (CDC).

Desde o mês de maio deste ano, o fluxo para a realização do exame foi simplificado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para facilitar o acesso das mulheres aos serviços. A usuária deve se dirigir primeiramente à sua Unidade de Saúde da Família (USF) de referência. No local, ela passará por avaliação do médico ou enfermeiro que, ao verificar a necessidade do exame, fará a requisição da mamografia.

 

Em posse do encaminhamento, as mulheres munícipes de João Pessoa podem optar entre fazer a marcação por meio da USF ou dirigir-se diretamente a um dos três serviços conveniados. No caso das moradoras de outros municípios, pactuados com a Capital, os exames devem ser agendados por meio das secretarias de Saúde de onde residem.

 

De acordo com a secretária adjunta de Saúde, Ana Giovana Medeiros, a medida para atendimentos espontâneos diminuiu a burocracia e garantiu a assistência nos serviços de forma mais rápida. “Agora as usuárias têm a possibilidade de um diagnóstico e tratamento mais dinâmico. Com o encaminhamento em mãos, elas podem se dirigir a qualquer um dos três serviços para realizarem os exames”, afirmou.

 

Desde o ano passado, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) ampliou a faixa etária das mulheres que podem ter acesso aos exames de mamografia. A faixa passou de mulheres com 50 a 69 anos de idade para mulheres com 40 a 74 anos.

 

Fabiana Lima, técnica em Saúde da Mulher da SMS, ressalta que a doença é relativamente rara antes dos 35 anos, porém em mulheres com idade abaixo dos 40 anos a incidência vem crescendo. “É importante que todas as mulheres, com menos e mais de 40 anos, sempre examinem as mamas, com o autoexame, após a menstruação e procurem a USF para realização do exame clínico. Já as mulheres acima de 50 anos devem realizar mamografia anual ou conforme orientações médicas”, explicou.

 

Oferta de exames – A rede municipal conta com uma capacidade de oferta de 4,5 mil mamografias ao mês, destinadas as usuárias da rede pública. Este ano já foram realizadas 18,1 mil mamografias, considerando que há um absenteísmo de 40% em média, variando mês a mês. Já em 2017, foram realizadas aproximadamente 20 mil exames deste tipo durante todo o ano.

 

Para auxiliar na prevenção e diagnóstico do câncer de mama, além da mamografia, a rede municipal oferece exames de ultrassonografia, biópsia, punção e, em ultimo caso, cirurgias.

 

Câncer de mama – É o tipo mais frequente de câncer entre as mulheres brasileiras. O câncer de mama é uma doença silenciosa, que pode apresentar um caroço na mama e pode vir acompanhado ou não de dor. Em alguns casos, pode haver alteração na pele da mama, com aparência de casca de laranja e também podem aparecer caroços na região das axilas.

 

 

 

Secom-JP