Canindé comemora descanso de Carnaval e projeta Galo mais forte contra o Belo

untitled 01.00 36 44 25.quadro021Após uma maratona de confrontos durante o mês de janeiro e o início de fevereiro, o time do Treze vai se dedicar apenas aos treinamentos durante esta semana. É que o próximo jogo do Galo acontece somente no próximo domingo, contra o Botafogo-PB, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Enquanto o Clássico Tradição não chega, o técnico Oliveira Canindé aproveita em quem o time não vai entrar em campo para poder recuperar o elenco.
Segundo o comandante alvinegro, o período de descanso no feriado de Carnaval vai ajudar o grupo a recuperar as energias e voltar mais forte para a sequência complicada que está por vir.

 

- Eu espero que os meninos tenham aproveitado esse período de Carnaval para descansar um pouco. Viemos de uma sequência complicada e esse tempo vai servir para voltarmos mais fortes nos próximos jogos. Nós vamos ter dois desafios difíceis pela frente, contra Botafogo-PB e Confiança – disse Oliveira Canindé.

 

O duelo contra o Belo está marcado para as 19h e completa a oitava rodada do Campeonato Paraibano. E na mesma semana do Clássico Tradição, o Treze vai visitar o Confiança, em Sergipe, pela terceira rodada do Grupo A da Copa do Nordeste. Na competição regional, o time não vem bem e ainda não somou pontos após dois jogos disputados.
No último sábado, o Treze encarou o Nacional de Patos pelo Paraibano e venceu por 1 a 0 no Estádio Presidente Vargas. O destaque do triunfo foi o meia Marcelinho Paraíba, autor do gol alvinegro. E foi justamente sobre o experiente jogador de 42 anos que o técnico Oliveira Canindé admitiu preocupação.

 

Segundo Canindé, a sequência pode pesar para cima do seu camisa 10 e também capitão trezeano. Porém, ainda de acordo com o treinador do Treze, as boas atuações de Marcelinho Paraíba, somada aos problemas de lesões que os outros jogadores da posição tem convivido, pode acarretar num problema futuro.

 

- Eu me preocupo com o Marcelinho. Ele não é mais um menino. Ainda mais porque ele tem jogado muito bem, durante quase o jogo inteiro e tem nos ajudado demais. Além disso, outros jogadores da mesma posição já sofreram com lesões, então não podemos sobrecarregá-lo – disse o técnico do Treze.

 

Além de Marcelinho Paraíba, o Treze conta para a função com os meias Tininho e Fábio Neves. O primeiro, inclusive, já conviveu com uma lesão neste início de temporada.

 

No Campeonato Paraibano, o Treze lidera o Grupo B, com 14 pontos somados em sete jogos disputados.

 

 

 

Fonte: GloboEsporte