• (83)98801-4603
  • contato@portalmangabeira.com.br

Trauminha bloqueia acesso à recepção e infraestrutura padece na poeira e no descaso

O Complexo Hospitalar de Mangabeira, mais conhecido como Trauminha não dispõe de condições básicas de higiene, tampouco faz jus ao discurso do prefeito Luciano Cartaxo, quando diz aos pessoenses que a saúde de João Pessoa faz parte de um atendimento humanizado. De acordo com fotos e vídeos, o Trauminha está totalmente sucateado, não trazendo o mínimo de conforto e estrutura aos usuários que precisem dos seus serviços.

O hospital dispõe para seus pacientes janelas das enfermarias quebradas, sendo seguradas por pedaços de madeira, além de estar com poeiras e ácaros. A fachada do hospital está totalmente sucateada, com fios expostos e sujeira em toda parte. O condensador do ar-condicionado enferrujando, com lodo e instalações precárias. Pacientes ficam nas cadeiras de rodas dentro do hospital, sem nenhum conforto e segurando o soro na mão. Além de, de acordo com o vídeo encaminhado, os próprios pacientes usam o braço para locomover a cadeira, enquanto os maqueiros ficam sentados usando o celular.

O “hospital de portas abertas”, como diz o Sr. prefeito, barra os usuários para entrarem na recepção do Trauminha. Os seguranças utilizam uma corrente para bloquear o acesso, deixando apenas um banco de ferro de três lugares na frente do hospital, para os inúmeros acompanhantes esperarem e de acordo com os funcionários, essa é a orientação da direção.

Podemos observar pessoas do outro lado da rua, aguardando uma notícia sequer, de seus entes.

“Vivemos um modelo de gestão que leva em consideração cuidar das pessoas. Sempre fiz política perto do povo. Nosso projeto não é para estar olhando pra trás”, disse o prefeito durante uma coletiva de imprensa.

paraibaja