Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next
Previous
Next

Whindersson usa o Instagram e fala sobre polêmica com Carlinhos Maia e desabafa sobre depressão

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on whatsapp

Whindersson Nunes decidiu falar novamente sobre a polêmica envolvendo Carlinhos Maia na madrugada desta sexta-feira, 24.

Usando o Instagram Stories, o youtuber publicou uma sequência de vídeos onde explica em detalhes os acontecimentos que provocaram a briga.

“Queria esclarecer logo desde o começo que eu não estou brigando com ninguém. Eu não quero e nunca quis brigar com ninguém. Eu não fiz nada”, começou ele.

“Conheci o Carlinhos pelo Kaká e pela Simone (da dupla Simone e Simaria), gente boa, brincando e eu gosto de gente assim. A amizade foi estreitando, eu, ele, Tirullipa, Gkay e na série Os Roni eu senti umas atitudes, umas coisas assim… Não vou ficar falando disso aqui. Eu só queria deixar claro que não briguei com ninguém. Algumas vezes a gente sentava para conversar. Ele contava o lado dele, falava que ia mudar. Quando eu saía: ‘você acredita que você acabou de sair e o cara falou não sei o que, não sei que…’. e eu sempre relevando e isso acontecendo. A gente sentando e falando: ‘cara, não precisa disso’. Umas besteiras, coisas da gente”, contou.

“Eu comecei a dar uma afastada. Aí chegou o assunto do casamento e ele: ‘você vai ser padrinho do meu casamento. Você e Luisa’. E ele nunca pediu a Luisa, nunca, nunca. De tarde, saiu a lista do casamento e eu e Luisa em todos os portais! E eu digo: ‘que c****** é isso?!’. Bicho, padrinho de casamento é uma pessoa próxima, como é que vou dar conselhos na vida de uma pessoa que não estou muito por dentro? Cheguei pra falar com ele, que eu não me sentia bem para ser padrinho. Eu falei que não daria pra ser padrinho do casamento dele e ele me bloqueou. Não fiz nada, não falei nada. Gente, estou tranquilaço. Eu estava bloqueado, mas a gente conversou. Não fui ao casamento do cara. Nem tinha como conversar algo como: ‘posso ir sem ser padrinho, porque não estou me sentindo confortável?’. Poderia ter sido, mas me bloqueou e não pude falar. Mas ele me desbloqueou, e a gente conversou e por mim sempre esteve tudo bem”, afirmou.

O humorista também aproveitou a ocasião para desabafar sobre a depressão. “Hoje posso dizer que estou bem, fazendo terapia. Mês passado eu não desejo a ninguém, eu estava em uma pilha muito grande, questões pessoais, a gente se atropela. Entrei em uma paranoia muito grande”, relatou.

Em seguida, o marido de Luisa Sonza rebateu alguns comentários maldosos sobre sua doença. “‘E a depressão? Não estava com depressão? Já está aí rindo no Twitter, já curou?’. Tem muita gente que não entende quase nada deste assunto. Depressão é um negócio diferente. Só sei que não desejo a ninguém. Quem não entende, também quero que não entenda, que nunca saiba o que é passar esse tipo de coisa, de ter que falar: ‘amor, fica aqui na porta que estou com medo da porta fechar e eu ficar sozinho aqui dentro’. Não se sentir muito útil, não ter sentido existir. É um sentimento de não ter muito amor pela vida. Ainda bem que achei rápido o caminho de volta para casa. Eu estava trabalhando demais, sem tempo para viver. E como ia gostar da vida se não estava vivendo? Agora estou fazendo as coisas no meu tempo”, disse ele.

ENTENDA O CASO

Se você está por fora do maior barraco da semana, a gente resume!

Tudo começou quando Whindersson recusou o convite para ser padrinho de Carlinhos Maia, que se casou nesta terça-feira, 21, em Alagoas. Questionado sobre o motivo, o noivo detonou o colega durante uma entrevista ao jornalista Leo Dias.

“Ele me avisou que não seria padrinho do casamento uma semana antes, tendo três meses para me avisar desde que convidei. E a notícia surgiu justamente no dia da cerimônia. Quando ele disse a um amigo em comum que não iria para não me dar essa mídia. Eu preciso dessa mídia? Risos. Não é fácil deixar de ser o primeiro. Quando você deixa de ser o número um, você não fica feliz. Imagine que você era o queridinho e não é mais. Simples, nunca fiz nada. Fiz uma homenagem para ele na Eliana, aceitei o convite dele para participar de um programa. Fui ao casamento dele. O que eu poderia ter feito de mal? O que ele fez por mim?”, alfinetou Carlinhos.

Sem se intimidar, Whindersson também veio a público e deu sua versão dos fatos. “Eu disse a ele que não fui porque não me sentia bem em ser padrinho de casamento do cara por causa do jeito que ele me tratava. Como eu vou ser padrinho de quem eu mal conheço? O cara me bloqueia, não me dá o direito de conversar e me difama na TV. Só eu sei o que passei com você nesses últimos meses gravando, e não estou a fim de falar nada disso aqui porque você esta em um momento único da vida, então me deixe”, rebateu ele.

No fim do dia, após toda a repercussão do caso, Carlinhos se mostrou arrependido e pediu perdão ao youtuber. Além disso, ele também desativou suas contas no Instagram e Twitter.

“Sou homem suficiente para pedir perdão e dizer que estou aqui para recomeçar ou não! Mas estou aqui para dizer que o bem sempre vence! Whindersson e eu gravamos juntos, sorrimos juntos, brigamos e somos completamente diferentes, mas isso serve de lição. Essa ‘guerra’ vai terminar em paz! Continuo sendo fã desse cara e não vou deixar de ser nunca! Você tem seu espaço e eu o meu. O resto é só falatório. Você chegou primeiro e eu depois e nos unimos. Você me falou sobre amar e eu te falei sobre amor (parece até um casal) você me ensinou muitas coisas e me ouviu quando eu precisei. Obrigad”, agradeceu ele.

Caras